Errâncias

Os Antigos Gregos homenageavam os seus heróis olímpicos, a quem dedicavam admiração. Prova disso são as famosas Odes de Píndaro. Por isso, poder-se-á perguntar se os actuais futebolistas serão os heróis gregos da modernidade. Pessoalmente, tenho dúvidas, mas o certo é que inflamam multidões e criam uma dependência multitudinária incessante. Talvez constituam as novas elites que o Presidente da República quer criar, depois de ter causticado as velhas elites ( a que curiosamente sempre pertenceu, quer no antigo regime, quer agora...o que não deixa de ser irónico, mas enfim...).
A propósito de velhas elites, é demasiado suspeito o silêncio que envolve as investigações a Ricardo Salgado e José Sócrates. Quem estuda um bocadinho percebe que há uma ligação intrínseca e profunda entre estes dois personagens, o enriquecimento deles e doutros, e o descalabro de Portugal, e no entanto, na realidade o que assistimos é uma investigação às "festinhas", com medo de algo. E Angola, e Brasil.
Obviamente, que aqui também se encaixa a CGD. Mas uma investigação deste género implicava uma equipa estilo "Mãos Limpas" em Itália, ou Lava-jato no Brasil. Não parece haver apetência por uma investigação assim, pelo que vamos ser servidos às "pinguinhas".
Na frente económica temos também a opção entre as política germanófilas e as políticas de não sei o quê, promovidas pelo Bloco de Esquerda. Haveria que cortar o Nó Górdio. Mas isso é demasiado duro.
Marcelo e Costa vão-nos brindar eternamente com esta errância, onde irá parar o barco à deriva?

Temístocles Menor

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Quem tramou Joana Marques Vidal? Sócrates ou Manuel Vicente?

Porque é que Costa e o seu PS ainda continuam a precisar de eleições antecipadas?

O mistério de Luís Delgado e da Impresa