Ser Oposição. Função e dever do PSD

O PSD só teria ganho as eleições se tivesse conseguido formar uma maioria no Parlamento. Não conseguindo foi muito bem para a oposição.
Estando na oposição, a sua função é escrutinar e controlar o governo, e o seu dever é afastá-lo do poder por meios democráticos, em nome da alternância. A função da oposição não é suportar o governo, nem apoiá-lo, nem tão pouco assumir uma atitude harmoniosa. A função da oposição é exercer o contraditório, apresentar uma alternativa.
Vem isto a propósito da conversa que anda por aí espalhada acerca de um amuo do PSD, e da conspirata que se avizinha de derrubar Passos Coelho e arranjar um líder que não tenha o trauma psicológico de não estar no Governo,e por isso seja colaborante com Costa. 
A oligarquia como lhe chama o historiador Rui Ramos andou em pânico com Passos Coelho, e agora também está nervosa com as cabriolices do PCP e do BE, embora se comece a tranquilizar com o BE. Por isso, a oligarquia deseja rapidamente recriar, mais ou menos disfarçado,o bloco central tradicional entre PS e PSD.
Tudo isto está a levar a criar a narrativa do amuo e da falta de colaboração do PSD. Mas colaboração com o quê ? Costa quis governar baseado em determinada maioria, deve ser com essa maioria que governa e não com arranjos geométricos oportunistas.
O PSD já cometeu dois erros. Votou a favor da "coisa" do Banif, dando, por isso, a entender que se sentia culpado, e agora absteve-se numa história qualquer da Turquia e Grécia, salvando pela segunda vez em poucos meses o Governo de uma derrota.
Pois bem, o PSD devia ter votado contra e deixado o Governo confrontado com as suas responsabilidades e a maioria que o apoia. Assim, estamos perante um oportunismo que compensa, e o PSD fica com a fama e sem o proveito.
É óbvio que Portugal não vai no caminho certo. Anda aos remendos e aos ziguezagues, tentando escapar entre os pingos da chuva. E por isso o PSD devia ser uma alternativa a sério. Quanto ao CDS, nem vale a pena fazer muitos comentários, mas não é fazendo de cãozinho simpático que presta algum serviço ao país.

Temístocles Menor

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Quem tramou Joana Marques Vidal? Sócrates ou Manuel Vicente?

Pedro Passos Coelho: o estadista com azar

Universidade Independente e Sócrates: Não há Justiça. Só teatro trágico.