José Alberto Carvalho e Sócrates .A Agonia.

A maratona mimética de Fidel Castro a que se dedicou Sócrates por estes dias, tem duas vítimas: a verdade e José Alberto Carvalho.
Quanto à verdade, Sócrates que se entenda com Kant, que se esqueceu de citar.
Quanto a José Alberto Carvalho não se percebe como um jornalista prestigiado e inteligente ficou mudo, petrificado, perante tal torrente discursiva. Mas uma coisa é certa se queria imitar David Frost e as suas conversas com Richard Nixon falhou redondamente. Sócrates não se desculpou, não se descaiu, não se confessou. Fez de Carvalho um papalvo. Esta entrevista definirá Carvalho como um mau jornalista. No mínimo impreparado, no máximo subserviente. Como é possível?
Resta saber se foi apenas um mau momento que todos temos, ou uma definição de uma política subserviente da TVI-subserviente a Sócrates e a Angola.
Rui Verde

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Quem tramou Joana Marques Vidal? Sócrates ou Manuel Vicente?

Pedro Passos Coelho: o estadista com azar

Universidade Independente e Sócrates: Não há Justiça. Só teatro trágico.